Era Páscoa na Cascatinha
Lá sonhei acordado a todo instante com Bardo&Fadas
E no estralar dos dedos um Rock’n Live pra despertar
Enquanto a mente flutuante e Auditiva refletia
Junto com Os Brutais raios de Sol
Que nos mostravam cada detalhe da Pindorália
Perguntei ao Luciano Alves sobre isso
Ele disse que um Sopro Cósmico rolava no ar
Em silêncio Mateus Costa nos fez ouvir um longo “Meu Deus”
Depois ouvindo melhor percebi que era “Mindgarden”
Então em minha frente surge um índio Velho Hippie
Que me disse as palavras Vãn Züllatt
Olhei novamente e em seu lugar estava o Renato Velho
Comendo as Cucastortas da Betty
De imediato pedi água para o Giancarlo Oliveira
Quando chegou com aquele copo da Jam Session
Olhei para dentro e enxerguei um Greek van Peixe enorme

Mesmo assim bebi aquela água com gosto de Éter
Me acalmei e entrei na Radio Camarim
Que mais parecia um Quarto Sensorial
Sentei na antiga Mesa de Brilhar de frente para a janela
E ao som ecoante como de uma Espora Elétrica
Fiquei contemplando a Xispa Divina
De cada uma das centenas de Pessoas que se tornavam Pira Rural

Poesia de Marcelo Machado, “Tuito”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s