A Sala Dobradiça conquista cada vez mais espaço no Macondo Coletivo e também no cenário artístico de Santa Maria. E nada mais justo do que registrar com categoria um momento como o de ontem (18/02). Braziliano e Natã Concatto aceitaram a proposta de atropelar as paredes carimbadas por Trampo, durante o Macondo Circus, com o graffiti que costumam fazer nas ruas. A curadoria da Sala é feita pelos artistas plásticos Alessandra Giovanella e Elias Maroso.

O vídeo de 2min20seg foi produzido, dirigido e editado no mesmo dia da captação por Vital Lordelo, dos Coletivos Veneta e Esmero, e Amarello Rodrigues com a colaboração de Elias Maroso. “Eu e o Vital nos conhecemos de tarde e conversando com a Alessandra Giovanella resolvemos nos juntar pra fazer um vídeo do atropelo” conta Amarello. É o espírito do trabalho colaborativo presente no Grito Rock.

As imagens foram captadas por duas câmeras de vídeo e uma de fotografia. O resultado foi um vídeo-arte-documental que consegue transmitir como é o processo de produção dos grafiteiros. Vale a pena conferir!

Texto: Andressa Quadro

Anúncios

Sobre Macondo Coletivo

Associação de Produtores Independentes Macondo Coletivo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s